:: Principal
 :: A profissão
 :: Ética profissional
 :: Currículos
 :: Onde cursar
 :: Cadastre-se
 :: Instrumentos
 :: Imagens
 :: Nossa loja
 :: Atualize-se
 :: Linguagem
 :: Fórum
 :: Aulas
 :: Contato
 :: Mapa do site
 :: Webmail
 :: Seu curriculum
 :: Solicite seu email
 
 :: Congressos
 :: Feiras
 :: Vagas oferecidas
 :: Ofereça vagas
 :: Sindicato nacional
 :: Portal médico
 :: Medcenter
 
 
 

  


Fios cirúrgicos - Aula 1  

Definição e classificação
Neste capítulo você vai aprender o melhor uso dos fios cirúrgicos e conhecerá aos tipos de fios disponíveis em mercado.

A finalidade do fio é ser usado em sutura, durante a síntese cirúrgica, nas ligaduras de vasos sangrantes, e, por fim, no uso da apresentação do objetivo cirúrgico ( Fixação de campos, pontos de reparo em bordas de incisão, etc)


Definição

     Fio é a porção de material derivado, de substância natural ou sintética, flexível, com secção circular muito pequena, em relação ao comprimento e que tem aplicabilidade em cirurgia.

Fio ideal

     Devido às múltiplas condições orgânicas, diferentes tipos de tecidos onde são usados, não existe fio ideal. Contudo, procura-se, na medida do possível, um fio que:
1. Tenha grande resistência a trações e torções;
2. Seja flaxível e ao mesmo tempo não seja elástico;
3. Seja de fácil esterilização;
4. Seja material homogênio;
5. desperte pouca reação do organismo;
6. Mantenha o mínimo de tensão até a cicatrização do tecido.

Classificação

Dependendo do critério, os fios podem ser classificados de várias maneiras. Os fios podem ser monofilamentares, ou multifilamentares, podem ser sintético ou natural, e ainda, absorvíveis ou inabisorvíveis.

Nas aulas que se seguem ilustramos cada tipo! 

Voltar ao índice

instrumentador.com.br-Todos os direitos reservados-Melhor visualizado em 800x600 pixels